Transformação digital em prol do empoderamento

Por Cristiana Barreto:  diretora de Tecnologia e Operação da Zetra

Segundo previsões de especialistas da Cisco Systems, até 2020, o mundo terá 50 bilhões de dispositivos conectados à internet. É por isso que o setor de Tecnologia da Informação (TI) tem se mostrado tão crescente para a economia. O que antes era desktop, hoje é mobile; e o que antes era loja física, hoje é e-commerce. São as pessoas mais independentes, mais empoderadas e, ao mesmo tempo, mais conectadas.

A transformação digital cria impactos para vários setores de uma empresa. É hora de atualizar e utilizar essa revolução como grande aliada aos seus planejamentos. Mas por quê? É simples. A tecnologia torna o negócio mais sustentável, pois otimiza o tempo, melhora a organização de tarefas do dia a dia, reduz erros, riscos e custos operacionais. Tudo isso gera um impacto muito positivo nas experiências e, principalmente, na visão dos seus clientes.

Hoje, com a exigência de mercado, os clientes preferem relações mais objetivas, digitais e que contribuem para o ambiente econômico. Em 2018, a tendência é que a transformação digital ganhe muita velocidade e mude muito as empresas, principalmente a forma como elas se relacionam com agentes internos e externos, oferecendo novas experiências, cada vez mais inteligentes e sustentáveis.

A transformação digital é um dos papeis das empresas fintechs. O avanço e o reconhecimento de toda organização estão relacionados à maneira como as novas tecnologias são empregadas. Mas o fato é que fazer uso delas em prol do empoderamento deixa de ser uma opção e torna-se, cada vez mais, uma necessidade.

Ainda sem comentários

Publicar um comentário

AJUDA

Faça seu cadastro e receba em primeira mão todas a novidades da zetra

Fique tranquilo, a Zetra não envia seus dados a terceiros.